terça-feira, 27 de janeiro de 2015

O dia que eu cantei com a melhor "torcida organizada" do mundo!

Hoje o post não é algo sobre moda. É algo sobre a Susu. Sobre MIM!


No último domingo, eu encontrei pela segunda vez uma das minhas bandas favoritas.
Aquela que me fez ir pra São Paulo sozinha em 2012, e ficar 10 hrs esperando por eles.
Aquela que fez meu coração disparar quando anunciaram que a turnê do novo álbum passaria pelo Brasil.
A mesma q faz eu me emocionar todas as vezes que ouço as mesmas músicas.
FOO FIGHTERS!

Se você buscar nos arquivos do blog, #RIPGarotaDoRock, verá meu texto sobre o Lollapalloza 2012. Verá que esperei uma eternidade por um show incrível.
E dessa vez, não foi diferente. 

O Foo Fighters é e sempre será a banda que me faz pular em todas as músicas, que me deixa nervosa e contando os minutos pra dar a hora do show começar.

É aquela banda que todo mundo gosta, e se não gosta, eu não quero nem saber!!
Na verdade, não sei o motivo para uma pessoa não gostar do Foo Fighters, a banda é super boa, instrumental é lindo, os músicos são carismáticos e Dave é um Deus!

Sim, ele é! E sim, é o ex-baterista do Nirvana. E eu ainda não entendo como alguns ainda conseguem comparar as duas bandas como: " Eu gostava mais do Nirvana do que do Foo Fighters"
CARA, é a mesma coisa que falar: EU PREFIRO FEIJÃO DO QUE CHOCOLATE!
Pq tecnicamente, as duas coisas só tem UMA COISA em comum. O meu exemplo é q são pretos e do FF e Nirvana, é o Dave! Mas tudo bem, ok, chega desse assunto!

Mesmo achando o show de 2012 bem melhor do que de domingo por vários motivos, não há como não dizer que não foi algo bem esperado e muito especial.
É o Maracanã e o Foo Fighters. Dois gigantes e eu estava lá!

Confesso que faltou músicas que queria ouvir e que não abriram o show com a música que queria, mas também confesso que quando começaram o show, isso já não importava mais!
Eles estavam ali, tocando PRA MIM.
E eu estava lá cantando e gritando PRA ELES e POR ELES.

Os flashmobs, até que funcionaram, na verdade acho que só o de Best Of You, que foi de arrepiar!
O de The Pretender eu não consegui ver, só vi uma pessoa do meu lado jogando e eu engolindo um papel picado vermelho!

Acho engraçado algumas coisas, como quando começam a tocar Learn To Fly, acho q só nessa hora que a ficha cai de que sim, estou num show do FF. Além da sensação meio frustrada de não ter folego pra cantar Monkey Wrench. E ainda a sensação de ter a esperança em ver o Dave tocar bateria em Cold Day In The Sun, pois essa, É a hora do Taylor!
Mesmo esperando, não rolou dessa vez aqui :(

Eu ainda enlouqueço com Breakout, meu coração ainda se abala quando toca Times Like These e ouvir Wheels com o Dave na sua frente é a coisa mais linda do mundo!
Quase morrer em All My Life é algo que todos deveriam sentir.
Com todos os motivos do mundo, os meus olhos sempre teimam em se auto lavarem de dentro pra fora em Best Of You e a sensação de "Acabou e foi foda" é o que rola em Everlong, seja a versão que for!

Eu posso ainda falar sobre tudo mais que senti, mas ae vai acabar parecendo que sou uma fã apaixonada e melosa. E não é exatamente isso que eu pretendo passar aqui rsrsrs

Eu só quero transmitir a minha felicidade e também quero admitir que ver o Chris, o Nate e o Pat tocando com um sorrisão tipo Colgate é bom pra caramba! Pq o Taylor e o Dave sempre tão mostrando os dentes mesmo kkkk

É isso, foi isso!
Mais um dia pra entrar pros "melhores dias da minha vida"

Nenhum comentário:

Postar um comentário